sábado, 11 de fevereiro de 2012

Procedimentos para configuração do horário de verão no AIX



Usuarios de AIX devem alterar o arquivo /etc/environment colocando a diretiva:

TZ=GRNLNDST3GRNLNDDT,M10.3.0/00:00:00,M2.3.0/00:00:00

Isto indica que o horario de verao se inicia as 00:00 do terceiro domingo do mes 10 (de outubro) e termina as 00:00 do terceiro domingo do mes 2 (de fevereiro), seguindo a seguinte sintaxe:

TZ=GRNLNDST3GRNLNDDT,Mm.w.wd/00:00:00,Mm.w.wd/00:00:00

* m - mes ( 1 < m < 12 )
* w - ocorrencia do dia da semana no mes contados a partir do dia 1 (1 < d < 5)
* wd - dia da semana ( 0 < n < 5 : Domingo corresponde a 0)
* hh:mm - horario

Tambem e possivel fazer tal alteracao via smit:

# smitty chtz
A seguinte tela sera  habilitada :
 |                        Use DAYLIGHT SAVINGS TIME?
 |
 | Move cursor to desired item and press Enter.
 |
 |   # Does this time zone go on
 |   # DAYLIGHT SAVINGS TIME?
 |   #
 |   1 yes    < ==
 |   2 no
 |
 | F1=Help                 F2=Refresh              F3=Cancel
 | F8=Image                F10=Exit                Enter=Do
 | /=Find                  n=Find Next

Selecionar a opcao "YES" , na tela seguinte escolher :
(GRNLNDST3GRNLNDDT) Greenland; East Brazil    (CUT -3)

A proxima tela será:

                                Change Time Zone
Type or select values in entry fields.
Press Enter AFTER making all desired changes.
                                                        [Entry Fields]
  Time zone                                           GRNLNDST3GRNLNDDT
  Day Light Savings Time Offset from CUT([+|-]HH:MM: []
  SS)
  Start Daylight Savings Day([Mmm.ww.dd|Jn])         []
  Start Daylight Savings Time(HH:MM:SS)              []
  Stop Daylight Savings Day([Mmm.ww.dd|Jn])          []
  Stop Daylight Savings Time(HH:MM:SS)               []
F1=Help             F2=Refresh          F3=Cancel           F4=List
F5=Reset            F6=Command          F7=Edit             F8=Image
F9=Shell            F10=Exit            Enter=Do

Iremos preencher somente os 4 ultimos campos.

O campo Daylight Savings Day tem o formato Mmm.ww.dd  que significa o seguinte :

M (padrao)
mm = mes do ano - range de 1 a 12 sendo o 1 representando o mes de janeiro
ww = semana do mes  - range de 1 a 5  sendo 1 a primeira semana do mes definido no campo mm
dd = dia da semana  - range de 0 a 6  sendo 0 o correspondente ao domingo
...
o /etc/environment sera modificado e a seguinte variavel estara setada:
.
TZ=GRNLNDST3GRNLNDDT,M10.3.0/00:00:00,M2.3.0/00:00:00
.
Por se tratar de uma variavel de sistema sera necessário efetuar um reboot.
.
De acordo com o decreto Nro. 6558, de 09/09/2008, disponivel em:
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2008/decreto/d6558.htm
.
Número 6.558 de 08/09/2008.
Fica instituída a hora de verão, a partir de zero hora do terceiro domingo do mês de outubro de cada ano, até zero hora do terceiro domingo do mês de fevereiro do ano subsequente, em parte do território nacional, adiantada em sessenta minutos em relação a hora legal.
.
No ano em que houver coincidência entre o domingo previsto para o término da hora de verão e o domingo de carnaval,o encerramento da hora de verão dar-se-a no domingo seguinte.
.
Em Fevereiro de 2012, estaremos no caso mencionado no paragrafo acima. Nao existe uma forma de automatizar esta alteracao no AIX. Para este caso devera ser feita uma nova configuracao no etc/environment manualmente ou via smit.

Atualizando o VIOS


Bom, para atualizar o VIOS, primeiro precisamos fazer o download dos pacotes, para isso visite:


http://www14.software.ibm.com/support/customercare/sas/f/vios/home.html

Clique em Latest fix pack e depois clique em Download the latest Update Release (Fix Pack) from Fix Central.

Você será redirecionado para o site do Fix Central, onde poderá visualizar as atualizações disponíveis.


Faça o download do pacote.

Faça login no VIOS utilizando padmin.

Crie um diretório

# mkdir nome_do_diretorio

Transfira os arquivos utilizando FTP ou o meio desejado.

Aplique a atualização através do comando abaixo:

# updateios -dev nome_do_diretorio -install -accept

Continue com a instalação.

Agora reinicie o VIOS.

Verifique se a atualização foi aplicada perfeitamente:

# ioslevel



quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Procedimento para atualização do AIX





1 - Faça o download dos filesets:

Link: http://www-933.ibm.com/support/fixcentral/main/System+p/AIX
No campo "Version", mude para a versão desejada;
Em "Fix Type", escolha a opção "Fix Packs";
Na próxima página, escolha a última TL e clique em "Go"
Clique no Link do Fix Pack ou Technology Level. Caso você escolha o último Fix Pack, você deve incluir a última TL caso não esteja neste nível;
Clique em continue;
Faça o download via HTTP ou FTP.

2 - Para a atualização no AIX

Transfira todos os filesets para um diretório a parte e execute:
   # cd [diretório]
   # inutoc .
   # smitty update_all
     Em INPUT device / directory for software, digite "." (ponto, sem aspas, para indicar o diretório corrente);
     Em COMMIT software updates?, mude para "No";
     Em SAVE replaced files?, mude para "Yes";
     Em ACCEPT new license agreements?, mude para "Yes".
Se preferir faça um Preview antes: PREVIEW only? (update operation will NOT occur), mude para "Yes".

Comandos de VG no AIX 6.1





Para criar um volume group
# mkvg

Para adicionar um volume “físico” a um LV
extendvg

alterar o tamanho de um volume físico
chvg

Para reduzir o tamanho de um volume físico no volume group
reducevg

Listar
# lsvg

Remover
exportvg

Instalar
importvg

Reorganizar
reorgvg

Sincronizar
syncvg

Tornar disponível para uso
varyonvg

Tornar indisponível para uso

Compartilhamento NFS no Red Hat





Partindo do princípio que o servidor1 é o servidor que deverá ter a pasta compartilhada e o servidor2 é o servidor que fará o acesso.

Instalar os pacotes nfs e portmap:

# yum install nfs portmap

Configurar o nfs e o portmap na inicialização:

# chkconfig nfs on
# chkconfig portmap on

Para configurar um compartilhamento NFS entre servidores Linux, devemos no servidor1 configurar o arquivo /etc/exports:

# vi /etc/exports
/opt/liferay/clustering/data/ servidor2(rw,no_root_squash)

A opção no_root_squash significa que o root pode montar o sistema de arquivos e, além disso, o root das duas máquinas deve ter o mesmo poder.
A opção rw significa read-write, leitura e escrita.

No servidor2 colocar a entrada no rc.local para inicializar no boot:

# vi /etc/rc.local
mount -t nfs servidor1:/opt/liferay/clustering/data /opt/liferay/clustering/mnt

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Configurando repositório RHEL




# vi /etc/yum.repos.d/

Nesse local estão todos os arquivos de repositório, você pode configurar segundo as suas necessidades.

No caso do CDROM:

# vi /etc/yum.repos.d/cdrom.repo

Lembrando que o final do nome do arquivo deve ser *.repo

[rhel-cd]
name=RHEL Cdrom
baseurl=file:///mnt/cdrom/Server/
enabled=1
gpgcheck=0

No caso de utilizar o repositório do TJ:

# vi /etc/yum.repos.d/repositorio.repo

[rhel-repositorio]
name=Repositorio RHEL
baseurl=http://IP_do_servidor/repos/5.5/RPMS/
enabled=1
gpgcheck=0

Instalação do Zenoss no Fedora 13

Tutorial de instalação do Zenoss Core

Ambiente:

192.168.56.150
Servidor Windows Server 2003
DNS
Configurado o protocolo SNMP
Rede 1 – rede interna

192.168.56.102
Servidor Fedora 13 – rodando Gnome, Firefox
Eth0 – rede da internet
Eth1 – rede interna

Todos os sistemas instalados em Vm’s no Virtual Box.

Instalação e configuração do protocolo SNMP no Windows Server

No meu caso eu configurei apenas um Windows, mas você pode testar com Windows XP/Vista/Seven também, se fizer isso, por favor, me mande o how-to da configuração.

Vamos lá.
Em run: appwiz.cpl

Add/Remove Windows Components > Management and Monitoring Tools > Simple Netword Management Protocol.


Bom, ele vai pedir o CD de  instalação do Windows Server, insira e deixe que ele instale normalmente.

Agora, com o SNMP instalado, faça:

Em run: services.msc

Vá no serviço SNMP Service

Em Agent deixe tudo marcado.
E Traps insira a Community, digitando public em Community name e Add to list. Clique em Add e o ip do seu destino, no meu caso foi 192.168.56.102.

Agora faça o mesmo com private.

Em Security marque a opção Send Autentication Trap. Adicione public como READ ONLY e private como READ WRITE.


Em Accept SNMP packets from these hosts clique em add e insira o IP do seu servidor do Zenoss.

Instalação do Zenoss no nosso servidor Fedora 13

Devemos já ter instalado nosso servidor Fedora com acesso à SSH, o iptables configurado corretamente e o SELINUX desativado.

Vamos lá.

Baixe o pacote de instalação direto da página do Zenoss:

Clique em Skip registration, go straight to download ou vá diretamente em http://community.zenoss.org/docs/DOC-3240?noregister

Escolha a opção 32 bits para Fedora, meu caso.

# cd /root

Espere baixar, enquanto isso podemos preparar o ambiente para a instalação do Zenoss.

# yum -y install mysql-server net-snmp net-snmp-utils gmp libgomp libgcj liberation-fonts

Para adicionar o mysql na sequencia de inicialização faça:
# /sbin/chkconfig --add mysqld

Mostrar os runlevels do Mysql
# /sbin/chkconfig --list mysqld

Aparecerá algo similar:
mysqld 0:off 1:off 2:off 3:off 4:off 5:off 6:off

Para ajustar os runlevels faça:
# /sbin/chkconfig --level 2345 mysqld on

Restartando o Mysql e configurando a senha de root
# /etc/init.d/mysqld restart
# /usr/bin/mysqladmin -u root password ''
# /usr/bin/mysqladmin -u root -h localhost password ''

Ambiente pronto, vamos à instalação do Zenoss.

# chown +x zenoss-stack-3.0.2-linux.bin
Para executar, no meu caso, eu utilizei o beesu, ferramenta gráfica para o su.

# beesu ./ zenoss-stack-3.0.2-linux.bin

Agora é tudo modo gráfico, deixe as configurações padrão e seja feliz.

Aqui você coloca a senha do Mysql que você setou anteriormente:

 



Agora provavelmente o Zenoss abrirá no seu navegador, no meu caso foi o Firefox, se isso não acontecer vai na mão: http://localhost:8080/
Bom, daí pra frente é tudo muito intuitivo.

Ainda pretendo testar o funcionamento do Zenoss no Red Hat e no Debian.

Abraço pra vocês.